Para escolher o melhor aparelho para sua cozinha primeiro é necessário pensar nas suas necessidades diárias, principalmente nos pratos que costuma ou deseja preparar. Você precisa de um aparelho que bata, moa, corte, emulsifique, esprema, fatie, liquidifique, pique, rale ou triture? Suas necessidades incluem um utensílio  que faça todas essas funções ou apenas algumas delas?

Há diversos cozinheiros amadores tentando obstinadamente transformar o liquidificador comum em um burro de carga e se perguntando por que algumas coisas não funcionam, e outros com uma ”ferrari” de multiprocessador que só usam uma ou duas funções.

A principal diferença entre o liquidificador, o mixer, o processador e o multiprocessador, em geral, é o tipo de alimento que eles trabalham, porém as funções de triturar e liquidificar estão disponíveis em todos eles.




É importante saber que se você deseja todas essas funções, elas estão disponíveis no multiprocessador. Mas, se você não sabe o que pode fazer com cada uma dessas funções, e fica em dúvida na hora de escolher o aparelho que mais vai ser útil para você, não se preocupe!

O iGuia preparou um artigo completo, que explica tim tim por tim tim o melhor de cada um desses eletrodomésticos e o que levar em conta na hora de escolher o modelo certo. Também entrevistamos  o pessoal d’Os Chefs Ocasionais, um canal no Youtube super bacana que ensina os ”chefs de fim de semana” a fazerem receitas super fáceis e práticas.  Vamos lá?

mixer-processador-multiprocessador-ou-liquidificador

LIQUIDIFICADORES

A principal função de um liquidificador é transformar os alimentos em pastas ou líquidos. Esse aparelho é bastante usado na preparação de drinks, vitaminas, sucos, cremes e massas mais liquidas. É adequado para transformar frutas em líquidos, legumes cozidos em sopas cremosas, faz patês, molhos e smoothies.

É um ótimo aparelho para  ajudar naquela noite regada a coquetéis com os amigos. Não é difícil acontecer de querermos bater ou triturar algo no aparelho e não dar muito certo, então damos aquela forcinha com a colher. Primeiro, pode sim dar certo, mas para sua segurança é bom fazer isso com o aparelho desligado, para não se machucar e nem estragar o aparelho. Segundo, acho que nesse caso está na hora de pensar em adquirir outro utensílio com funções mais potentes, não é não?!

Componentes e o que observar na hora da compra

Existem modelos de liquidificadores de copo , de jarra, maiores e menores, com potências mais altas e mais baixas, com lâminas de aço inox que auxiliam na hora de triturar, com  filtro para reter sementes e bagaço, com sistema de triturar gelo, etc. Mesmo sendo bastante semelhantes, as pequenas variações influenciam no uso do aparelho, principalmente quando pensamos nos modelos mais modernos.

Por isso, na hora de escolher um liquidificador, por mais simples que pareça, é sim preciso pensar nas suas necessidades. Entre as características mais importantes e que você deve estar atento na hora da compra, estão: Potência, que deve ser pensado de acordo com os pratos que você costuma preparar. Funciona assim: os aparelhos de 300W são suficientes para misturar molhos e ingredientes de sobremesas, por exemplo.

Compre liquidificador com desconto e dinheiro de volta pelo iCupom!

Agora, se você pretende colocar o aparelho para fazer também sucos e drinks com frutas, o liquidificador deve ter pelo menos 500W. Um liquidificador com lâmina resistente para picar gelo, por exemplo, também é bastante interessante. Ele deve conter no mínimo três velocidades e função pulsar. Você também deve observar se o aparelho que está querendo adquirir possui fácil remoção do conjunto todo: lâmina, copo e tampa – isso facilita bastante na hora da limpeza.

Modelos de liquidificadores:

(Os preços são indicativos, pois as lojas podem mudá-los a qualquer momento)

PROCESSADORES

Esse tipo de aparelho costuma ser muito mais versátil e adequado para lidar com alimentos não-líquidos e mais pesados. Possui a jarra mais larga e a lâmina inferior, ou superior, em forma de disco. Eles trituram alimentos secos, moem quase tudo e misturam muito bem massas ou molhos prontos. É uma ótima opção para fatiar, retalhar,  sovar, cortar em tiras, pulverizar, amassar,  ralar e cortar alimentos.

Com ele é possível fazer a maioria dos patês, fatiar vegetais, picar frutos secos, chocolate, vegetais, transformar feijão em pasta, etc. Como a jarra ou tigela é mais larga e maior, ele é adequado para o manuseio de alimentos maiores e mais volumosos. Porém, se você costuma bater quantidades menores de alimentos, o liquidificador continua sendo a melhor opção, também é a melhor opção para alimentos líquidos. Ou seja, uma cozinha bem equipada requer os dois aparelhos.

Componentes e o que observar na hora da compra

Os aparelhos mais modernos geralmente possuem três tamanhos: grande, compacto e mini. Quase todos os modelos possuem motor elétrico, uma jarra com tampa e tubo alimentador (que varia de acordo com o tamanho da máquina) e um kit de acessórios. Quanto maior, mais potente o processador de alimento é, e existem diversos tipos de acabamento, seja em metal ou plástico.

As cores também são variadas, tudo para que o utensílio combine com a sua cozinha. Um grande diferencial desse tipo de aparelho é a tampa, que possui um tubo alimentador que é equipado com um pilão. Nesse tubo podemos inserir o alimento e empurrá-lo para baixo com o pilão, e ao entrar em contato com o disco ele é ralado ou fatiado. Os furos nos discos de triturar e fatiar podem proporcionar pedaços diferentes de alimentos, dependendo do disco utilizado.

Pode-se comprar essas diferentes tipos de discos separadamente se não estiverem incluídas no processador de alimentos. Existem modelos que vem com jarras grandes e pequenas para serem usadas na mesma base, a faca haste pode ser de plástico rígido ou de metal. Par escolher o melhor processador de alimentos você deve analisar o que costuma fazer na cozinha e o como vai usá-lo no seu dia a dia. O tamanho das jarras de um processador podem variar de 0,5 a 3,1 litros.

Compre processadores com desconto e dinheiro de volta pelo iCupom!

A escolha desse item vai depender do volume de alimentos que você vai usar no aparelho, o que tem ligação direta com a quantidade de pessoas que moram na sua casa. O processador de alimentos vem acompanhado por alguns acessórios como: faca em forma de S, também conhecida como faca-haste, e discos para triturar e fatiar.

Além desses componentes você também pode complementar o equipamento e tornar o utensílio mais versátil por meio da compra de acessórios adicionais, ou então escolher um modelo que já venha com esses componentes. Entre eles estão:

– O batedor de massa, que constitui de uma  lâmina feita de plástico ou metal com pás mais retas (menos curvadas) do que a faca-haste.  Ele pode ser usado para fazer massas de pão e pizza.

– O Batedor de ovos, para fazer claras em neve e chantilly.

– O Disco de ralar fino, que é usado para cortar  alimentos em tiras longas e muito finas, para queijo por exemplo.

– O Disco de ralar grosso, que é usado para produzir  pedaços mais largos e robustos, para fazer espaguete de abobrinha por exemplo.

– O Espremedor de laranjas, para fazer sucos de laranjas, limões, limas, etc.

– O Espremedor de frutas, que é capaz de  transformar legumes  em purê,  além é claro, de fazer sucos e vitaminas com vegetais e frutas.

– O recipiente especial para guardar todos os acessórios e jarras avulsas.

Modelos de Processadores:

(Os preços são indicativos, pois as lojas podem mudá-los a qualquer momento)

MULTIPROCESSADORES

O multiprocessador é o mais completo de todos os aparelhos desse artigo. Existem diversos modelos, por isso, na hora de escolher o seu, é importante pensar para o que realmente você vai usá-lo e também onde irá guardá-lo. Escolha um multiprocessador que tenha as funções necessárias para os pratos que costuma preparar.

Por exemplo, se você costuma moer carnes e bater bolos,  mas não costuma fazer pão, talvez não  precise de um aparelho que bata massas pesadas. Verifique as lâminas que realmente vai utilizar, para que não fiquei um monte de acessórios parados na sua cozinha. Além do que, quanto mais funções o aparelho tiver, mais caro ele será.

Assim como o processador, esse aparelho é capaz de triturar, cortar, fatiar ou moer a maioria dos alimentos. Muitos modelos ainda possuem a opção de fazer sucos com a fruta inteira e bater claras em neve.

Componentes e o que observar na hora da compra

Geralmente o multiprocessador possui: liquidificador, batedeira, fatiador, espremedor, ralador e mini processador de grãos, tudo isso num mesmo aparelho. Se você já possui liquidificador, pode optar por um multiprocessador sem essa função.

Também há modelos que possuem apenas uma lâmina que desempenha diversas funções, o que facilita o manuseio e simplifica a limpeza e o armazenamento. Um outro aspecto importante nesse tipo de aparelho é que ele seja todo desmontável, você entenderá melhor a qualidade dessa função na hora da limpeza.

Quanto a potência do aparelho,  ela varia muito, por exemplo, para cortar ou picar vegetais, tem que ter uma potência boa. Aparelhos de 400W são considerados de potência mediana, os acima de 750W são de nível profissional, utilizados em restaurantes e podem chegar até 900W.

Geralmente o modelos costumam ter design parecidos, mesmo os compactos, aliás esses são os melhores para guardar. Independentemente da marca e modelo, eles costumam ter três  tamanhos (grande, compacto e mini) e todos possuem o mesmo sistema.

Também é importante ficar atento se o multiprocessador possui trava de segurança que impeça o seu funcionamento caso não esteja montado corretamente. E para que o aparelho não saia do lugar verifique se ele possui ventosas ou pés antiderrapantes.

Entre os componentes que costumam vir com o multiprocessador estão: jarra de liquidificador, jarra de processador com tampa, bocal e “empurrador”, miniprocessador para grãos, espátula, caixa de armazenamento de acessórios, processador com duas velocidades e função pulsar, batedor de massas, lâmina de corte, disco emulsificador, discos fatiadores/raladores grossos, discos fatiadores/raladores finos, disco de granulação, disco para batatas fritas.

Modelos de Multiprocessadores:

(Os preços são indicativos, pois as lojas podem mudá-los a qualquer momento)

MIXERS

O mixer é um aparelho longo com uma lâmina na ponta, possui a mesma função do liquidificador, bate líquidos e até massas. Ele é o aparelho mais simples e prático de todos citados aqui, pois é segurado na mão e mesmo assim roda em alta velocidade. A mobilidade também é uma qualidade do aparelho, com certeza ele é a opção ideal para uma cozinha prática e moderna.

É um ótimo utensílio para fazer milkshakes, vitaminas,  comida de bebê, purê de batata, sucos, coquetéis e molhos. Com ele você também pode picar muitas coisas sem sujar as mãos. Alguns possuem lâminas extras que permitem que ele corte e pique eficientemente em pequenas quantidades.

Ao contrário do liquidificador, do processador e do multiprocessador, ele é de fácil limpeza, trazendo praticidade e agilidade para sua cozinha. Outra qualidade é que ele é um aparelho fácil para guardar, cabe em qualquer lugar e pode ficar também no cantinho da bancada ou da pia.

Esse multifuncional não possui várias peças como os outros e suas funções variam de acordo com os modelos e os fabricantes. Porém, para usá-lo basta apertar um botão, em geral existem modelos com uma ou duas velocidades. Alguns contam com a função turbo que auxilia no uso com alimentos mais duros.

Compre mixer com desconto e dinheiro de volta pelo iCupom!

Componentes e o que observar na hora da compra

O mini mixer é ideal para quem quer algo simples para misturar alimentos, porém, ele não é indicado para alimentos mais duros. Esse modelo é ainda mais prático para guardar  e geralmente super silencioso. Também há modelos com lâminas duplas, ótimas para cortar alimentos na vertical e na horizontal. Os que contam com essa função geralmente também possuem o botão turbo.

O mercado oferece também o mixer 3 em 1. Esses modelos possuem grande potência, e mesmo assim costumam ser bastante silenciosos. Podem vir acompanhados de batedor (para cremes, mousses),  jarra ou copo,  recipiente  de miniprocessador, lâmina de triturar e fatiar, disco emulsificador, faca elétrica e fuet (para bater claras em neve). Os acessórios dependem de cada modelo 3 em 1.

Uma dica é procurar por um modelo que seja desmontável, cuja base, que é onde fica o motorzinho do utensílio, se desprenda da parte da lâmina. Além de ser mais fácil de lavar, você também não corre o risco de estragar o aparelho deixando entrar água na parte elétrica. A potência também é algo importante, os aparelhos de melhor qualidade, normalmente possuem pelo menos 300W.

Na prática isso ajuda eles a aguentarem mais e não ficarem sobrecarregados, evitando desagradáveis cheiros de queimado e até mesmo que seu mixer queime. As diferentes lâminas tem utilidades em diferentes atividades. Por exemplo, existe a que mistura alimentos delicados diretamente na panela, como molho de tomate e também as maiores que são boas para cortar cebola, triturar alho e preparar pastas.

Modelos de Mixers:

(Os preços são indicativos, pois as lojas podem mudá-los a qualquer momento)

Confira abaixo a entrevista com Os Chefs Ocasionais:

Como começou o projeto Os Chefs Ocasionais e como funciona?

Começamos testando câmera e lente novas ao fazer um almoço de domingo (vídeo do pesto) e rapidamente vimos que o resultado ficou bastante satisfatório e queríamos compartilhar com amigos. Depois, mais pessoas receberam os vídeos e começamos a, de fato, ganhar novos inscritos. Hoje o canal tem vídeos semanais de receitas simples de executar, para chefs de fim de semana.

Qual dos quatro utensílios (mixer, liquidificador, multiprocessador, processador) não pode faltar em uma cozinha moderna?

Multiprocessador

O que é melhor de cada um?

O mixer é a facilidade de manuseio e limpeza.  O liquidificador é a  versatilidade no preparo de doces e salgados. O multi é a versatilidade de cortes e trituras. Já o processador perde em versatilidade.

Qual a potência ideal para um mixer de uma cozinha doméstica e qual a sua melhor função?

250w,  para preparar vitaminas rápidas.

O multiprocessador vale a pena? Para qual tipo de pessoa?

Vale por simplificar, é um um aparelho com vários usos e  de fácil desmontagem para guardar em cozinhas de qualquer tamanho. Solteiros, casados ou em familia/amigos, bom uso.

Qual a melhor opção para lidar com alimentos líquidos, como por exemplo, coquetéis?

O liquidificador.

Qual o melhor aparelho para bater massas pesadas como, por exemplo, massa de pão?

O Multiprocessador.

Qual desses aparelhos vocês mais costumam usar em suas receitas no dia a dia?

O Multiprocessador.

Qual o acessório mais usado por vocês em um multiprocessador?

O Fatiador.

O miniprocessador na visão de vocês vale a pena, ou melhor investir em um aparelho mais completo?

Vale a pena se for apenas para usuários com pequenos volumes de alimentos. Ingredientes maiores, como cebolas grandes ou verduras podem acabar não sendo suportados por equipamentos muito pequenos.

Nos passe duas receitas simples e práticas, uma utilizando o liquidificador e outra o multiprocessador?

Multiprocessador: Arroz à Espanhola

Liquidificador: Shake de Paçoca

Confira mais receitas no Canal de Os Chefes Ocasionais